Ir é óptimo, e ter para onde voltar também!

Viajar é maravilhoso, ter uma casa para onde voltar também! Este ano para além das viagens que queremos fazer, vamos também ter uma casa nova! Não é a casa dos nossos sonhos, com um jardim gigante, mas é perfeita para esta fase da nossa vida!

A casa esteve vazia durante uns anos, e as obras são quase totais: chão novo, canalizações novas, cozinha e casas de banho novas, janelas, pinturas! Nada que assuste o marido arquitecto, antes pelo contrário, todo um entusiasmo por podermos escolher tudo de raiz!

As obras já estão a meio, ainda naquela fase em que parece que ainda não se fez muito, porque ainda não há acabamentos bonitos! Depois de algumas dúvidas, já está tudo alinhavado nas nossas cabeças,  nos desenhos do arquitecto, e até uma maquete temos! Isto de ter um marido arquitecto é um luxo! Vamos ter uma sala para nós sem legos espalhados, uma mini biblioteca, uma cozinha com sala de jantar, um closet no quarto e uma sala só para os miúdos!

Na semana do Natal tivemos a visita do Nuno, perito qualificado que faz a avaliação energética dos edifícios e a emissão o Certificado Energético, para nos ajudar a perceber as melhorias que podemos fazer na nossa casa! Neste momento, esta certificação é obrigatória para quem queira vender ou arrendar a sua casa. Eu confesso o meu total desconhecimento, e achava que seria apenas uma espécie de carimbo num papel, mas não!  Basicamente, é um relatório com uma avaliação sobre o desempenho energético da casa, que permite perceber onde falham questões como o isolamento térmico da casa ou o consumo de energia e que propõe um conjunto de medidas concretas para melhorar e tornar a casa mais confortável!  O que o certificado propõe de melhorias vai de encontro ao nosso projecto: paredes e cobertura (é o último andar) com isolamento térmico, janelas com caixilhos com corte térmico e vidros duplos e sistema  de ar condicionado! O arquitecto sonha com uma salamandra, e o Nuno achou óptima opção para tornar a casa ainda mais confortável!  Eu a ver se o conseguia demover para evitar o lixo que a lenha faz..

Para além dos conselhos todos para tornar a casa mais confortável, também há benefícios fiscais! No nosso caso, a nossa casa estava com a classe energética E, penúltima da classificação! Ups!  Subindo pelo menos duas classes, que vai acontecer de certeza com as obras, e se o estado de conservação da casa subir dois níveis podemos recuperar o valor do IMT e ter isenção do IMI durante 3 anos! Ficámos doidos com esta informação, e claro que se acontecer, esse dinheiro que julgávamos perdido no éter, será investido numa viagem de família!! Oh yeah!

Se compraram casa agora, e estão em fase de obras, vão  ao site Certificar é Valorizar, ou ao site da Adene e descubram tudo porque há muitos mais benefícios!

 

Post em parceria com a Adene

 

Seguir:
Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *