Kuala Lumpur com crianças!

 Kuala Lumpur é uma cidade de arranha céus, de trânsito caótico, daquele calor abafado. Não é uma cidade para amar. Mas eu adoro grandes cidades, e acho sempre bem aproveitar para conhecer cidades antes de ir para um paraíso de praia, sobretudo se a viagem for na Ásia. Apesar de nos aconselharemm a andar a pé depois das 16h para não ficar dentro de um carro duas horas para fazer um percurso de 15 minutos, não é um cidade walking friendly! Os passeios são pequenos em relação à estrada e sentimo-nos peões de um jogo de computador entre arranha-céus a tentar não sermos atropelados pelos carros!

Não encontrámos aquela zona que adoro mas espero que exista cheia de lojinhas e restaurantes e vida e passeios feitos para as pessoas. Fomos à Chinatown, um quarteirão com barracas de venda de malas, t shirts, brinquedos, acessórios para o telemóvel, e produtos de contrafação, e uma zona de restaurantes. Nada a ver com a Chinatown de Singapura, por exemplo que é muito mais gira, mas ainda assim nós adorámos sempre as cores, os cheiros, o barulho!

Neste tipo de cidades convém escolher um hotel com óptima vista, central e se possível com piscina para o caso de estar um bafo descomunal e haver uma manhã que não apetece mais nada a não ser ficar de molho. O nosso era incrível: The Face Suites, um hotel novo na cidade com uma piscina no último andar com uma vista incrível sobre a cidade. Os quartos são uns apartamentos enormes com cozinha e com janelas a toda a altura, não próprio para quem sofre de vertigens.  Só não amei o pequeno almoço porque com tanta oferta de comida asiática, chili, feijão e arroz, enjoei os cheiros e nem uma tosta direita consegui comer. Mas isso sou eu!

Chegámos ao  hotel as 18h da tarde depois de 2 horas enfiados numa mini van. A primeira prova de fogo desta grande viagem que acabou por correr bem! Não há cadeiras para os bebés, apesar de ter pedido, custa mais entreter um bebé nestas condições, porque não fica sentado direito com o cinto. Supostamente a viagem demora 1 hora do aeroporto até ao centro da cidade mas com o trânsito demorou 2. Chegámos ao hotel cansados mas entusiasmados, depois de um duche, fomos dar um mergulho à piscina, e acabamos a pedir comida e nem saímos do quarto. Dormir cedo, a tentar não sermos apanhados pelo jet lag. 

No dia seguinte acordámos tardíssimo. Adormecemos todos e só acordámos quase ao 12h! É o melhor para recuperar da viagem, e nem convém fazer grandes planos para o dia a seguir à viagem. Eu fui a primeira a acordar, e fui tentar arranjar pequeno almoço para quando os miúdos acordassem. O inteligente a fazer é pedir pequeno almoço no quarto para o primeira dia da viagem, mas nós nem nos lembrámos com  o cansaço. Lá fui eu arranjar fruta, umas tostas com ovos e dois cappucinos. Depois do pequeno almoço, arranjámos no hotel um Driver para nos levar a passear durante 4 horas!

Primeira paragem: Batu Caves. Um dos principais pontos turísticos de Kuala Lumpur. Uma escadaria gigante cheia de cores e um Buda gigante fazem as honras da casa. Um calor de morte e milhares de degraus para subir e dois miúdos para carregar. Mas claro que se lá estamos é para subir! Mas a beleza é mesmo a escadaria, lá dentro não é  um templo super bonito! Para subir, as mulheres não podem ter as pernas à mostra. eu estava de vestido curto e tive que alugar um pano para as tapar. Paga-se 1€, mas quando se entrega o pano devolvem quase metade, por isso são o.60€ que se gasta! Levem as pernas de fora!

A seguir, fomos ao ícone de Kuala Lumpur: as Torres Petronas, um dos edifícios mais altos do Mundo! Já sabendo que seria difícil, mas ainda assim fomos tentar comprar bilhetes para subir ao topo! Mas já estava tudo cheio, porque há um limite de visitas por dia e nós só tínhamos 1 dia na cidade! Quem for à Kuala Lumpur, pode marcar com antecedência aqui! Vimos as Petronas de baixo, e acabámos por entrar no edificio que tem um centro comercial!

Fomos directos à KL Tower que me atrevo a dizer que tem uma vista melhor que as Petronas e até uma experiência melhor! Além do terraço onde podemos apreciar uma vista incrível sobre a cidade, ainda há uns decks todos em vidro incluindo o chão para uma experiência mas emocionante! Para os super destemidos, há bunjee jump e tudo! Medooo! Ao comprar os bilhetes, há várias possibilidades, nós comprámos o mais básico de todo e arrependemo-nos! Há um Mini Zoo ao lado da entrada do edifício, não é de grande interesse, mas quando há uma criança que adora animais não há como escapar! Tivemos que comprar bilhetes à parte e fazer uma criança feliz por ver coelhos, tartarugas, cobras, pássaros, um canguru bébé, lamas, alpacas e pouquinhos da índia! Se forem com crianças ponderem comprar o bilhete que engloba tudo porque fica bem mais barato, e é só mais meia hora extra que os deixa felizes e que vão falar a viagem toda!

Da KL Tower fomos à pé para o hotel para não nos enfiarmos no trânsito, e assim dá para conhecer melhor a cidade! Tomamos um duche, e a seguir fomos à Chinatown jantar! ainda passámos pela zona de Bukit Bintang, a famosa Jalan Alor,  mas acabamos por achar que Chinatown seria mais giro! Não comemos especialmente bem, é sempre um totoloto escolher um restaurante, mas os miúdos adoraram e fartaram-se de comer! Eu decidi ir lavar as mãos à cozinha do restaurante, e não fiquei muito bem impressionada, mas estes sítios o truque é não olhar muito e confiar! Ainda tivemos tempo para ver como está o mercado da contrafacção, que vai mudando as modas, e para a acabar a noite em bom uma footmassage que sabe pela vida, enquanto o mais novo dormia e o Vasco via um filme na Netflix!

Dia seguinte, só houve tempo para o pequeno almoço  e apanhar o transfer para o aeroporto! Se fossemos família madrugadora ainda teria dado para uns mergulhos na piscina, mas ainda estávamos a recuperar energia! Seguimos para a ilha de Langwaki! Em breve conto tudo! ♥

 

Dicas:

  • Ir às Batu Caves, do centro de Kuala Lumpur até lá são 20 minutos! Cuidado com os macacos que lá andam que podem roubar coisas!
  • Se quiserem subir às Petronas, marcar visita online com antecedência aqui 
  • Kuala Lumpur Tower tem um vista incrível e merece uma visita!
  • ChinaTown é sempre bom para um choque de Ásia!
  • Sacar a aplicação GRAB ou usar Uber que fica mais barato que os táxis!
  • Ir jantar à zona de Bukit Bintang: a famosa Jalan Alor, cheia de restaurantes!
Seguir:
Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *