Viajar com Bebés, mais fácil do que parece!

Este tema foi basicamente o que originou a criação deste blog. Muita gente acha difícil viajar com bebés de avião. Eu como sou do verbo IR, e adoro viajar acho tudo fácil! O truque é DESCOMPLICAR!

dicas-para-viajar-com-bebés

Já fomos todos até ao Algarve de carro com os nossos filhos, certo? O que implica 3 ou 6 horas de viagem, dependendo do ponto de partida, enfiados num carro minúsculo com os miúdos presos em cadeiras! Pode acontecer que os miúdos durmam a viagem quase toda ou então quando Júpiter e Marte estão com os chakras desalinhados há todo um cenário de circo montado: connosco a ter que cantar ou inventar brincadeiras, a termos que tirar o cinto e virarmo-nos para trás, enquanto o aviso sem cinto apita incessantemente, e batermos palmilhas com uma cara alegre, ou a ter que dar lanche em posições estranhas ou ter mesmo que fazer um pit-stop para mudar uma fralda malcheirosa! Já vos aconteceu?

Então agora imaginem um avião! Sei bem que não é um parque infantil mas há bem mais espaço que num carro, não há cadeirinhas de bebé, podemos levantar-nos quase sempre, há casas de banho a 1 metro de distância, há um bar sempre aberto com funcionários simpáticos, imensa gente, ou seja, há sempre possibilidade de fazermos amigos! Yeah! E o melhor de tudo, vamos sempre para algum lugar incrível!

dicas-para-viajar-com-bebés-1

Claro que há miúdos mais fáceis que outros e idades mais fáceis que outras, mas há sempre maneiras de tornar as coisas mais fáceis! Viajar com bebés de colo é sempre mais fácil a menos que sejam uns pequenos monstrinhos: ainda não andam, dormem mais, normalmente acalmam com uma chucha, ou com mama, ou biberão!

Dicas para viajar com Bebés até 1 ano:

  • Levar uma mochila ergonómica, mesmo dentro do avião pode dar um jeitão!
  • Levar chuchas se usar, biberão com água e leite em pó, se derem só Maminha mais fácil!
  • Reservar lugar na primeira fila onde há mais espaço!
  • Levar o kit normal quando se sai com um bébé: fraldas, toalhitas, duas mudas de roupa! Levar babygrow se for uma viagem de noite ou longa.  E aqueles dois ou três brinquedos que o baby adora!
  • Levar um cobertor e quando entrarem no avião pedir outro cobertor e almofadas para poderem fazer ou uma cama no chão ou um mini playground!
  • Dar de mamar, dar biberão ou dar chucha ao bebé na descolagem e aterragem por causa dos ouvidos!
  • Pedir comida de bebe ao reservar a viagem! Podem sempre levar a vossa mas assim têm sempre uma extra!

Viajar com miúdos que já andam é todo um outro nível de dificuldade acrescida! Mantê-los sossegados ou entretidos exige mais imaginação, mas vocês melhores que ninguém conhecem as vossas crianças e o que eles mais gostam. Viajámos com o Vasco para Indonésia faltava 1 mês para fazer 2 anos e foi bem fácil apesar de dois voos de 7 horas com uma escala grande pelo meio no Dubai!

dicas-para-viajar-com-bebés-2

As crianças até as 2 anos ainda não pagam bilhete, só as taxas ( excepto em companhias low cost) o que significa que não têm direito a lugar. E com quase dois anos não queremos viajar com eles ao nosso colo, certo? Ao fazer a reserva dos voos tentem marcar na primeira fila onde há mais espaço, e quando fazem o check in peçam para irem em filas onde ainda haja lugares vagos! Se não houver garantias, mal entrem no avião usem o vosso melhor sorriso e peçam uma cadeira extra para o vosso filho. Nós conseguimos sempre, excepto no voo de regresso Dubai- Lisboa que vinha  super cheio. Aliás, conseguimos filas de 4 lugares só para nós os três, num voo até duas filas de 4 lugares o que deu para dormir lindamente! Mas eu estava grávida de 7 meses o que me dava um estatuto especial! Oh yeah! Leia também Dicas para Viajar Grávida

 

Dicas para viajar com miúdos pequenos:

  • Tentar viajar à noite! Pelo menos um dos voos de ida,  antes de ficarem com os horários todos trocados, e tentar cumprir a rotina : vestir o pijama, lavar os dentes e dizer Boa Noite! Boa sorte!
  • Levar uma mochila pequena com os brinquedos preferidos!
  • Livros de Autocolantes gigantes, life savers acreditem! Nas descolagens e aterragens não há nem Televisão a bordo nem Ipads ligados e pode entretê-los o tempo em que o aviso de cintos apertados e aparelhos electrónicos desligados estão On!
  • Uns Phones e um Ipod (ou que for) com as músicas que eles gostam! O Vasco passou horas nisso!
  • Ipad ou tablet com filmes e jogos! Nós levámos e quase nem usámos, mas é sempre sossego garantido! Nos voos de longo curso, há sempre um TV para cada passageiro com filmes, séries e jogos e há sempre uma secção infantil óptima! Do not stress!
  • Livros para colorir, lápis para pintar e de preferência alguém adulto que saiba fazer desenhos incríveis! Not Me! 😉
  • Antes da viagem, falar com eles que vão andar de avião, comprar um livro com o tema e que se se portarem bem o Comandante vai dar um presente! (as companhias dão sempre presentes aos miúdos)
  • O KIT dos essenciais de viagem: mudas de roupa, fraldas, toalhitas, chuchas e essas coisas que vocês sabem!
  • Podem pedir comida especial mas também levar o que eles gostam! As crianças têm sempre mais direitos que nós! Sacanas!
  • Em caso de criança extremamente díficil, levar drogas ou um anti-histamicozinho!! Just KIDDING!
  • Carrinhos de bebés:podem levar um bengala que deixam à porta do avião e vos entregam à saída! Ou para as mães super modernas, há carrinhos que podem levar para dentro do avião: há BabyZenou alternativas que fui conhecer, podem ler aqui! Basta haver uma criança que ainda dorme a sesta, para um carrinho ser um essencial de viagem!

Ah e aquela conversa:  viajar com miúdos pequenos é uma estupidez porque eles não se vão lembrar de nada! Não acredito em nada disso!  São momentos em que têm os pais 24 horas por dia disponíveis, são momentos de família irrepetíveis e obriga-os a sair da sua rotina, da sua cama e dos espaços que conhecem. Não há stress das horas, nem das obrigações, estamos todos mais felizes e tudo é mais fácil! O Vasco falava pouco e começou a falar muito mais, aprendeu umas frases em inglês, umas palavras em balinês. Experimentou comida diferente: às vezes dizia “Pica!” de boca aberta porque apesar de dizermos “No Spicy please!” às vezes vinha com um toque picante. Ficou ainda mais despachado e falador. Dormiu em aviões, em praias desertas, no banco de trás do jipe que alugámos, num iglo no aeroporto do Dubai, em camas de hotel.  Comeu pato, panquecas de banana, açai bowls, noddles, areia, crepes com vegetais, chás estranhos. Demos abraços infinitos, mergulhos no mar, passeios a pé. Passou 3 semanas de vida boa com a atenção só para ele 2 meses antes de deixar de ser filho único. Amou e ainda hoje fala desta viagem. Nunca chorava ao ficar na escola e depois da viagem chorava a dizer que queria voltar para Bali. I’m with you, baby!

E então? Já estão com vontade de viajar com os miúdos? 😉

Se tiverem mais dicas para viajar com bebés, deixem tudo nos comentários.

dicas-para-viajar-com-bebés-3

 

Seguir:
Share:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *